segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Remada 4.1

A pior coisa que pode acontecer na vida de uma pessoa não é quando seu projeto não dá certo, seu plano de ação não funciona ou quando a sua viagem termina no lugar errado. O pior é não começar. Esse é o maior naufrágio. (Amyr Klink)







































































Essa remada era para acontecer em outra data, em outro local e com mais algumas pessoas, no entanto a vida é assim mesmo e as coisas raramente acontecem exatamente como se havia programado...

A paisagem era bela, as condições climáticas boas no sabado mas no domingo o vento contra (vento sul moderado a forte) e grandes ondas no caminho acressentaram um sabor de desafio. 

 

Outro bom desafio foi encarado apenas por mim e pelo Marcio, porque avistamos um canal próximo uns 40 metros do Rio Três Forquilhas que pretendia-mos usar como atalho, mas era na verdade um lamaçal de uns 200 metros até a lagoa por onde puxamos os caiaques afundando as pernas até o joelho no lodo

Um ponto negativo desta saida foi acampar em camping pago fato que destoa completamente da proposta de canoagem aventura, não pelo valor do camping, mas pelo fato de acampar em ambiente urbanizado.

A qualidade das aguas das lagoas do litoral norte do Rio Grande do Sul/ Brasil são realmente muito boas, a agua é limpa e em alguns arroios, rios e sangas chega a ser transparente.

O litoral Gaucho é constituido de matérial sedimentar(areia) e algumas lagoas como a Itapeva e a Lagoa dos Quadros margeiam a Serra do Mar proporcionando um contraste interessante entre as suas margens, algumas são belas praias de areia branca, outras tem muito junco e há praias de seixos de basalto rolado, a ilha da Lagoa dos Quadros é composta de Basalto, mas estas pedras não são aquelas roladas com bordas arredondadas...






 

video

 

Na volta peguei a RS 030 que segue paralela a auto estrada Porto Algre Osório (Free Way), rota de muitos que a usam no sentido Porto Alegre Osório para evitar o pedágio de Santo Antonio da Patrulha, que é mais uma das praças de pedágio com preço abusivo do RS (em 5 de Novembro de 2011 o valor de R$ 8,00 para carro de passeio) mas na volta do litoral não há combrança nesta praça e o objetivo era uma breve parada em um ponto mais elevado de onde se tem uma bela vista da Lagoa dos Barros que eu ainda não naveguei...